terça-feira, 21 de junho de 2011

Saudações Vulcanas!!!! # 01 \\//

"Feliz feito pinto no lixo!" 
Finalmente o inverno chegou. Infelizmente aqui não fica tão lindo como na foto, na verdade, mal faz frio...rs... mas, mesmo assim é legal.

"Nada nesse mundo cruel é permanente. Nem mesmo os nossos problemas." Charles Chaplin 



Sheldon - Saudações vulcanas \\//
Uhuuuu!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Resenha: Fallen - Lauren Kate

Há algo estranhamente familiar em Daniel Grigori.  Misterioso, ele captura a atenção de Luce Price desde o momento que ela o vê em seu primeiro dia no internato  Sword & Cross,    em Savannah, Georgia. Ele é o único brilho em um lugar onde celulares são proibidos, os outros alunos são toscos e câmeras de seguranças acompanham todos os movimentos. Mesmo que Daniel não queira nada com Luce, e faz com que isso fique bem claro, ela não consegue deixar pra lá. Atraída por ele como uma mariposa é atraída por uma chama, ela tem que descobrir o que Daniel está tão desesperado pra esconder, mesmo que isso possa matá-la. (Skoob)


Oi, Pessoas!!!

Fallen é um livro que vai mexer contigo. E quando digo mexer, não quero dizer que vai te emocionar ou mudar a sua vida. Digo apenas que você não será indiferente a ele. Por quê? Primeiro porque o livro tem uma capa linda, uma das mais bonitas que eu já vi. Mas, todas as alegrias do livro param por aí, na capa. 

Não me entenda mal, o livro não é de todo ruim porém mais de 400 páginas de "nada resolvido", é demais pra minha cabeça. A idéia central do livro é muito boa, mas a autora simplesmente não desenvolveu a história, não mesmo. Sinceramente, me passou a impressão de que ela ficou amarrando a história para fazer "render a série" e isso é muito triste. 

A autora não desenrolou a história nem desenvolveu os personagens. A maioria dos mistérios não foi resolvida e alguns personagens morrem sem o menor sentido para a história. Sem contar que a Luce é uma "mooooooosca morta" e o Daniel é um mocinho "esquisito" ... até agora não entendi porque ele fez aquele gesto feio para ela. 

Enfim, eu não sei se já falei aqui mas tenho dificuldade para descartar totalmente o trabalho de alguém porque sei que, por pior que seja, foi preciso tempo e esforço pra realizá-lo. Então, resolvi dar a Lauren o benefício da dúvida e esperar por "Tormenta" pra me manifestar de forma mais contundente. Aliás estou bastante curiosa para ver como se finalmente alguma coisa será esclarecida e como se desenvolverá a relação Cam, Luce e Daniel.

Só recomendo para grandes amigos que não vão querer me matar com o marasmo das 400 e tantas páginas...rs


Conceito: ✿✿✿

domingo, 12 de junho de 2011

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Compras Compulsivas #02

Oh, MGod!
Recaída... E lá vamos nós! Dia 04 de junho eu fui ao shopping só pagar umas continhas. Tudo tranquilo, passei bravamente pelas Americanas, mas não resisti àquela abençoada livraria. Eu disse a mim mesma - ah, não tem problema, você entra, vê os lançamentos e foge ( rs ). Compulsivo que é compulsivo, sabe que essa conversa é totalmente infrutífera. Enfim, lá estava eu na minha versão 3D do paraíso. Ainnnn, todos aqueles livros lindos, com aquelas capas maravilhosas e aquele cheirinho de livro nooooooooovo! Meus olhos foram direto para Sangue Quente do Isaac Marion, mas fiquei só olhando. Não queria nem pegar pra ler a sinopse, eu sabia que livro na mão é livro comprado. 
Gente, é incrível... você fica numa agonia tão grande pra adquirir aquilo ali que por mais que você dê mil voltas na livraria, olhando todos aqueles estandes e prateleiras tentando acalmar a ansiedade pela compra, não rola. Foi assim que eu me vi com o exemplar de Sangue Quente nas mãos. PQP! Já era... daí, passei aos livros das divas Jennifer Echols e Patrícia Cabot ... Acabou ? Que nada! A livraria dividia tudo em 6x sem juros... Realizando um sonho de consumo pra acabar com tudo de vez...rs... peguei  A Montanha e o Rio do Da Chen que eu babava há uma cara... Pronto. Estrago feito, sacola cheia.
...
A caminho de casa uma tristeza tão grande, tão grande que chega a dar falta de ar. Mas sabe, por mais que as lágrimas teimem em cair e essa dor pareça não ter fim, eu sempre acho que um dia tudo isso vai passar. 



* Livros - A Montanha e o Rio - Da Chen - Ed Nova Fronteira
             - Como fui esquecer você - Jennifer Echols - Pandorga
             - Longe demais - Jennifer Echols - Pandorga
             - Pode beijar a noiva - Patrícia Cabot - Ed Planeta - Essência

C'est la vie!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Compras Compulsivas #01

A vida de uma compulsiva não é nada fácil. Eu vivo evitando os lugares que despertam o desejo de comprar. Mas, o principal mesmo é saber o que evitar. Graças a Deus, meus vícios são bem restritos - livros, dvds, perfumes, cds e materiais escolares (rsrsrsrsrs... é parece loucura, mas esta sou eu...rs)
Então, dia 02 de junho, eu não resisti e entrei nas Lojas Americanas... aff, pra que God? Entrou? Já era! Parece uma coisa. As seções de dvds e livros me atraem como um imã. Resultado:

* Dvds - Uma Noite fora de Série - Comédia com Steve Carell e Tina Fey
          - Noites de Tormenta - Romance com Diane Lane e Richard Gere

* Livros - Água para Elefantes - Sara Gruen - Ed. Arqueiro

* Papelaria - Um caderno Lacey  



As compras não chegaram a ser absurdas porque a maioria estava até em promoção. Mas gente, o que caracteriza a compulsão é comprar no impulso coisas que não precisa ou que poderia deixar para depois ou que são absurdamente caras ou que não tem como pagar. Então, me diz agora - Pra quê (#%$#!)que eu fui comprar este bendito caderno? Fala sério?! Caríssimo, mais caro que todos os outros itens juntos. Tá certo isso? Aff... aí, bem aí, a compulsão se revela. Mas fazer o quê? 
C'est la vie!



terça-feira, 7 de junho de 2011

Resenha: Sangue Quente - Isaac Marion



Bom, com este livro, eu estive com o R em comunidades de um mundo pós-apocalíptico, lugares 'maravilhosos' como estádios e aeroportos...rsrsrs... mas, o que importa é a companhia. E você,  Onde você está agora


OI, EU SOU UM ZUMBI e isso não é tão ruim assim. Me desculpe por não poder me apresentar direito, mas não me lembro do meu nome, nenhum de nós se lembra. Também nos esquecemos de nossos aniversários e das senhas do banco. Acho que meu nome começava com R. É engraçado porque, quando era vivo, vivia me esquecendo do nome dos outro. Estou descobrindo que esse tipo de ironia está muito presente na vida dos zumbis, mas é difícil rir quando mal consigo falar. 
Bom gente, pra começar, é um romance sobrenatural que não fala de vampiros, lobisomens ou anjos. Este livro fala de zumbis. O personagem principal é o R, ele é um zumbi que acha estar na faixa dos vinte, mas bem poderia ter 30 ou ser um adolescente já que ele não faz idéia de quando morreu ou de como foi sua morte. 
O livro não é grande. São menos de 300 páginas que te envolvem de uma maneira tal que é impossível levantar antes de lê-lo por inteiro. O Isaac Marion soube escrever a história nos levando para bem longe daquele estereótipo dos roteiros de cinema. Não que os zumbis sejam lindos e cheirosos, não, não é isso. Eles continuam fedidos e com um aspecto bem grotesco de carne apodrecida, mas eles são descritos de forma bem distinta, em diversos níveis de transformação ou estágios de putrefação. 
De alguma forma, o R tem um aspecto ainda inteiro. Sua pele é cinza e seus olhos não têm vida, mas não lhe falta nenhuma parte do corpo e seus ossos não estão  à mostra.
R é um personagem altamente reflexivo. Ele narra a sua história e a vida nas comunidades que se criaram após guerras, inundações e "a praga" que atingiu a sociedade e fez com que os mortos virassem zumbis. Bem, não todos os mortos, pois aqueles que de alguma forma perderam o cérebro não sofrem a transformação e essa termina sendo a única forma de se matar um zumbi - arrancando-lhe o cérebro, atirando em sua cabeça...
R vive em um aeroporto com vários outros zumbis. Seu melhor amigo é o M, um cara truculento com aspecto razoável porém bem menos refinado que o R. Eles costumam deixar o aeroporto em grandes grupos para "caçar" na cidade. Assim, eles ficam menos vulneráveis aos ataques dos humanos. Eles comem qualquer parte dos humanos mas a preferida é o cérebro. E sabe por quê? Porque enquanto "degustam um bom cérebro" eles adquirem por alguns instantes, as memórias daquele humano e podem vivenciar as sensações descritas por elas como se estivessem vivos novamente. 
Em busca de comida, R ataca Perry e algo estranho acontece. Através das lembranças de Perry, ele conhece Julie. Ei, espera um instante... Julie, a garota das lembranças, é a mesma garota que ele vê paralisada em sua frente, totalmente em estado de choque. Ui! Quer saber onde tudo isso vai dar? 
Os olhos dela são como ferro quente ao lado do meu rosto e percebo que não conseguirei escapar. Ponho uma mão sobre o meu peito. No meu "coração". Será que este pobre órgão ainda representa alguma coisa?Ele só fica ali no meu peito, parado, sem bombear mais sangue, sem nenhum propósito, mas meus sentimentos ainda parecem se originar de dentro de suas paredes geladas. Minha tristeza silenciosa, meus anseios vagos, e minhas raras centelhas de felicidade. Elas se represam no centro do meu peito e de lá escoam para fora, diluídas e fracas, mas reais.
Será que a Julie vai conseguir se apaixonar por um zumbi? Tudo bem que ele é doce, gentil, cavalheiro e lindo (fora a pele cinza), mas poxa vida, ele come cérebros!!! Se eu fosse a Nora (melhor amiga da Julie), eu diria pra Julie - Ah, amiga... que homem é perfeito? Vivos ou mortos, todos têm um "defeitinho"!
Ah, gente! Eu fico louca pra contar, mas daí, que graça teria? 
O livro é cheio de reflexões sobre o mundo, as nossas ações em relação a sua preservação, relacionamentos humanos , preconceitos e ainda tem boa música. Julie não é uma mocinha tosca, pelo contrário, é divertida e desbocada. 
Na sinopse do livro tem assim: "Serão eles Romeu e Julieta de um mundo pós-apocalíptico?" 



Conceito: ✿✿✿✿✿



quarta-feira, 1 de junho de 2011

Filme: Sem Limites


Titulo Original: Limitless

Ano: 2011
Duração: 105 min
Gênero: Thriller
Origem: EUA
Direção: Neil Burger
Roteiro: Leslie Dixon
Elenco: Bradley Cooper, Robert De Niro, Abbie Cornish







Oi, Pessoas!!!

Sem Limites é um filme de tirar o fôlego. Imaginem só... Eddie (Bradley Cooper) é um escritor fracassado, abandonado pela namorada e  sem disposição ou inspiração para continuar escrevendo. 

Poderia piorar? Ah, gente ... é claro que sim, mas o Eddie ainda não sabia. E foi nessa de "não pode ficar  pior" que ele resolve tomar uma pílula oferecida pelo ex-cunhado Vernon. 

Todo mundo sentado? Não? Então, senta e se concentra. A tal droga Nzt-48 potencializa sua atividade cerebral, ativando suas memórias visuais e te permitindo aprender com uma rapidez fora do normal. 

Maravilha, hein?

Escrever um livro em 4 dias, transformar 100 mil em 2 milhões em apenas dez dias, aprender a tocar piano em 3 dias e fluência em novas línguas só de ouví-las... Curtiu?  É uma verdadeira visão do paraíso pra você? É... para o Eddie também. Ele que antes adotava um visual "mendigo" rs... agora deu um UP na aparência, passou a investir no mercado de ações e conseguiu o amor da Lindy de volta. 

Só alegria? Claro que não... Ei, já ouviu falar em efeitos colaterais? Pois é, Eddie começou a ter "apagões" e percebeu que ficar um dia sem tomar a droga não só lhe tornaria "a mesma criatura sem futuro de antes" mas acarretaria em fortes dores de cabeça e mais poderia levá-lo a morte. 

Acontece que a droga não era oficial, o único que a fornecia estava morto e por alguma razão que Eddie desconhecia, ele começou a ser perseguido por uma série de caras mal encarados.

Poderia ficar pior? Assista...quem viver, verá! =)

O filme tem um final surpreendente e conta ainda com o totalmente excelente Robert de Niro no papel do empresário Carl Van Loon. Eu, sinceramente, ameeeeeei e recomendo geral!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...